terça-feira, 31 de maio de 2016

O segredo por trás das splash arts do League of Legends [Nonsense]

Share & Comment

Bernie Sanders, o "candidato comunista", faz pressão nas eleições presidenciais americanas a ponto de ser considerado uma febre contagiosa. Na Europa, a ideologia mais voltada aos direitos sociais vem ganhando força. Aqui no Brasil, elegemos um governo de esquerda (ou, pelo menos, que dizia ser) quatro vezes seguidas. A propaganda comunista está tão presente aqui no Brasil que o Alexandre Frota, na última semana, chegou a marcar uma reunião com o novo Ministro da Educação para falar sobre a propaganda nas escolas.

Agora pensem comigo: há quanto tempo mais ou menos você ouviu que a esquerda estava crescendo? Uns 5, 6 anos atrás, não é mesmo? Muitos dirão que é por causa da ascensão da classe C, ocasionada pelas políticas sociais do governo Lula. Outros dirão que as cotas e, consequentemente, a inserção dos mais pobres nas faculdades públicas é que está aumentando o debate. Alguns até falarão da crise capitalista.

Então eu te digo: TUDO BOBAGEM.

O aumento da ideologia comunista (já que comunismo = esquerda, claro) se dá única e exclusivamente pelas mensagens subliminares de um dos jogos mais jogados no mundo inteiro: League of Legends.


Ou você nunca percebeu que quase todas as artes do jogo possuem os personagens ou olhando para a esquerda ou com o corpo virado para essa direção? Isso quando não os dois! Duvida? Segura então esses dados:

League of Legends tem, ao todo, 817 skins (incluindo as exclusivas de evento e as normais de cada campeão). Dessas 817, só 616* estão viradas para a esquerda. Sim! Mais de 75% das artes do jogo são viradas para a esquerda! Tudo para colocar na cabeça dos jogadores que a ideologia marxista é a melhor. (Lembrando que a pesquisa foi feita já adicionando a atualização das skins da Nidalee).

Você tá achando um pouco forçado, né? Então vamos aos fatos.

Você paga pra jogar LoLzinho? Não. Todo mundo pode jogar, você pagar não te dá nenhuma vantagem. Isso significa? COMUNISMO.

A RiotGames é de onde? Dos Estados Unidos. Mas quem é dona dela? A empresa chinesa de internet Tencent, que, desde 2011, quando a desenvolvedora foi criada, já era líder majoritária das ações. E a China é o que? COMUNISTA.

Uma das última adições à grade de personagens foi a Illaoi, que é claramente brasileira. E como ela ataca? Com tentáculos. O que isso significa? UMA ANALOGIA AO LULISMO E COMO ELE É OP.

616 skins. 6+1+6= 13. TREZE. FUCKING TREZE.

E, se vocês ainda duvidam, olha qual era o concept inicial do Azir:

(Já que comunismo = nazismo, claro)

Então, se não quer que o comunismo aumente, pare de jogar LoLzinho e vá para outros MOBAs ou outros jogos mais legais. Comece a jogar Overwatch, da Blizzard, empresa totalmente limpa de comunistas e que cobra quase R$200,00 por um FPS com menos de 30 personagens. Ou para FFXIV, que cobra o olho da cara numa mensalidade para você matar monstrinhos e montar Chocobos.

Jogue limpo. Jogue pay to win.













* Na verdade, eram 614 skins, mas meu jornalismo é baseado no da Veja.
Tags: , , ,
Logo Insira a ficha

Escrito por

Núcleo de jornalismo de tecnologia e games da Universidade Federal de Santa Catarina. Criado por estudantes, coordenado por estudantes e mal redigido por estudantes

Comente com o Facebook:

 

Receba nossas atualizações!

Contato

Fale com a gente pelo email insiraaficha@gmail.com para tirar dúvidas, relatar erros, dar sugestões, críticas e elogios!
Copyright © Insira a Ficha | Inspirado no Design de Templateism.com