terça-feira, 24 de outubro de 2017

O Brazil Game Awards não se respeita

Share & Comment


Saiu a lista de indicados para a premiação dos melhores jogos da Brazil Game Show 2017 (BGS 2017). E, olha, eu não sei você, mas eu estou pouco me lixando. Também, né? O que podemos esperar de uma premiação brasileira cujo nome é escrito em inglês, não é mesmo?

"Nossa, mas pra que pegar no pé do BGA, Luiz Fernando?". Quer que eu seja sincero? Os "awards", como preferem ser chamados, são uma falta de respeito com a indústria brasileira de games.

Pensa comigo: em uma premiação brasileira, existe apenas uma categoria para os jogos nacionais. O negócio é que o BGA é uma pura tradução das premiações americanas. Nada mais do que isso.

O que os desenvolvedores de Destiny 2 vão achar se (ou quando) levarem o prêmio de melhor jogo de PC? Ou quando (ou se) a CD Projekt RED receber em casa o prêmio de melhor jogo de estratégia por Gwent: The Witcher Card Game? Eles vão sorrir e, dias depois, pedirem pro estagiários atualizarem a página da Wikipedia do game para incluir o "award".

Mas agora me diz qual seria a reação de dois amigos que suaram três, quatro anos para criarem um jogo enquanto estudam Ciências da Computação, se eles ganhassem o prêmio de Melhor Jogo (insira a categoria aqui) Brasileiro?

Se a premiação de livros, cinema, teatro e qualquer outra coisa que seja minimamente respeitada no Brasil tem sua própria premiação, porque os games também não podem? E eu não tenho nada contra os jogos estrangeiros! Eles que concorram a "Melhor jogo estrangeiro", uai!

"Ah, Luiz Fernando. Mas aí é pedir demais. Como vão achar cinco jogos de corrida brasileiros todo ano?". Primeiro, que nada diz que tem que ser cinco. Dois já é concorrência (e, neste ano, algumas categorias só estão com três participantes). Segundo, que o próprio fato de ter uma recompensa possível incentiva a produção nacional de jogos.

Não fomos colonizados pelos Estados Unidos e eles nem estão tão bem assim para imitarmos eles. Somos um dos maiores mercados de games do mundo! Temos criatividade de sobra (e mão de obra desempregada) para criar jogos nacionais de qualidade. Mas nunca conseguiremos sair da estaca em que encontramos se continuarmos babando para os americanos.

#serviço: se você ainda não conhece os cinco concorrentes ao Melhor Jogo Brasileiro do BGA 2017, estou dando aquele empurrãozinho:
Distortion
Skydome
No Heroes Here
Black Iris
Trajes Fatais
Tags: , , , ,
Logo Insira a ficha

Escrito por

Núcleo de jornalismo de tecnologia e games da Universidade Federal de Santa Catarina. Criado por estudantes, coordenado por estudantes e mal redigido por estudantes

Comente com o Facebook:

 

Receba nossas atualizações!

Contato

Fale com a gente pelo email insiraaficha@gmail.com para tirar dúvidas, relatar erros, dar sugestões, críticas e elogios!
Copyright © Insira a Ficha | Inspirado no Design de Templateism.com